Agricultura de Precisão: Conceitos, Máquinas e Pesquisas

Piloto Automático - Agricultura de Precisão

Palestra sobre Agricultura de Precisão apresentada aos alunos do curso de Agronomia da Universidade Estadual Norte do Paraná – UENP de Bandeirantes

Dificuldade para visualizar? Sem problemas, acesse aqui a apresentação no Prezi.com: Agricultura de Precisão – UENP

Agenda

Veja aqui o resumo de como está estruturada esta apresentação:

1. IAPAR e a Área de Engenharia Agrícola

2. Conceitos de Agricultura de Precisão

3. Máquinas e equipamentos disponíveis comercialmente

4. Pesquisa em Agricultura de Precisão

5. Exemplos e Casos

1. IAPAR e a Área de Engenharia Agrícola

Nesta primeira etapa é apresentado o Instituto Agronômico do Paraná – IAPAR e os principais trabalhos já desenvolvidos pela Área de Engenharia Agrícola, quais pesquisas encontram-se em andamento, seus principais resultados e as perspectivas de novos projetos a serem executados pela AEA.

2. Conceitos de Agricultura de Precisão

Antes de iniciar a discussão sobre os conceitos de Agricultura de Precisão, apresento um breve histórico de como se desenvolveu a AP, quais fatores contribuíram para o seu surgimento e como foi e como está a adoção dela no Brasil.
Em seguida, apresento a minha visão do conceito de Agricultura de Precisão. Agricultura de Precisão pode ser realizada por qualquer um que queira aplicá-la, desde que considerando o variabilidade espacial e otimização dos recursos disponíveis, aplicando-se somente o necessário onde há necessidade.
Portanto, no meu conceito de AP, um agricultor e sua enxada fazem Agricultura de Precisão, mesmo sem ter ciência de fazê-lo.
Vale ressaltar que este é o conceito que eu tenho de Agricultura de Precisão.
Não, AP não é simplesmente um pacote tecnológico comercial ou então o uso de “Piloto Automático”, que pode ser visto em operação na primeira imagem deste artigo. Se você pensa ou pensava assim, desculpe-me eu discordo de você.

Agricultura de Precisão pode ser entendida como um sistema de gestão da propriedade agrícola que utiliza ferramentas – dotadas de alta tecnologia ou não – com a finalidade de gerenciar melhor os recursos disponíveis considerando a variabilidade espacial do que se está monitorando.

Finalizando, o processo de obtenção aplicação da Agricultura de Precisão passa por basicamente 4 fases:

  • Amostragem das variáveis
  • Compreende a aquisição dos dados em campo, de forma estratégica e planejada previamente, considerando aspectos técnicos, econômicos e ambientais.

  • Geração de mapas
  • Utilização de softwares de processamento dos dados, podendo utilizar modelos estatísticos ou matemáticos para obtenção dos mapas de variabildiade espacial das variáveis

  • Interpretação dos mapas
  • Parte fundamental em que o gestor da Agricultura de Precisão deverá atuar. Os principais desafios para este gestor são: Entender as causas e efeitos da variabilidade e a tomada de decisão.
    Desta forma, é imprescindível ao gestor saber identificar qual variável será “atacada” em função da probabilidade da influência desta variável no sistema e a facilidade de intervenção sobre esta.

  • Aplicação dos insumos
  • Nesta etapa o gestor terá apenas o papel de supervisionar as aplicações, visto que, na maioria dos casos, são realizadas de forma mecanizada e automatizada.

Você discorda do meu entendimento de AP? Que ótimo!
Quer iniciar uma discussão saudável sobre o assunto?
Deixe seu comentário abaixo e será uma satisfação responder!

3. Máquinas e equipamentos disponíveis comercialmente

Foram apresentados alguns dos principais equipamentos e ferramentas disponíveis comercialmente para utilização das máquinas agrícolas em Agricultura de Precisão.
Foram separados por tipo de operação à que estão vinculados, e dentre eles, estão alguns já consagrados, utilizados praticamente desde o início da Agricultura de Precisão no Brasil, como a Barra de Luz utilizada como auxílio ao operador no direcionamento das máquinas e outros recentes, como os VANTs.
Estes sistemas em que foram classificados os equipamentos são:

  • Direcionamento
  • Amostragem de Solo
  • Aplicação de defensivos, fertilizantes e corretivos
  • Semeadura
  • Telemetria
  • Colheita
  • VANTs

4. Pesquisa em Agricultura de Precisão

ISOBUS
O Protocolo ISOBUS – Norma ISO 11783, cuja implantação e desenvolvimento no Brasil é coordenado pela Força Tarefa ISOBUS Brasil, tem a finalidade de integrar e padronizar a comunicação entre as Máquinas e Implementos Agrícolas, para facilitar a execução de operações de atividades em Agricultura de Precisão.
Para saber mais sobre o ISOBUS, acesse o site da Força Tarefa ISOBUS Brasil.

IAPAR
As pesquisas em Agricultura de Precisão realizadas pela Área de Engenharia Agrícola do IAPAR contemplam o desenvolvimento de uma linha de semeadora com ajuste em tempo real dos mecanismos de aterramento do sulco com solo e palha, em função da mobilização do solo em Sistema de Plantio Direto. Por questões de propriedade intelectual, não posso fornecer mais informações a respeito da condução dete projeto.
Também foi desenvolvida uma metodologia de aquisição e processamento de imagens georreferenciadas para determinação da porcentagem de cobertura vegetal em Sistema Plantio Direto, considerando a variabilidade espacial desta variável.

TRATORES AUTÔNOMOS
Mas, até onde a Agricultura de Precisão pode chegar?
Algumas empresas, Universidades e Institutos de Pesquisa já estão avançando no desenvolvimento de máquinas totalmente autônomas para a realização de operações agrícolas, como pode ser visto no vídeo do Trator Autônomo e também de uma máquina para controle de plantas daninhas.

BIG DATA e Agricultura de Precisão?
Discussão sobre o que essa relação afetará a forma de como fazemos – e faremos – a agricultura na Era da Informação.

5. Exemplos e Casos

DIAGNÓSTICO DA AP NO BRASIL
Em trabalho divulgado na última Conferência Internacional de Agricultura de Precisão (ICPA 2014) nos Estados Unidos, pesquisadores da Embrapa divulgaram o trabalho “Precision Agriculture use in selected agricultura regions in Brazil” que apresenta um diagnóstico da Agricultura de Precisão no Brasil, realizado utilizando pesquisa diretamente com usuários da AP de diferentes regiões brasileiras.
Alguns destes resultados são apresentados na apresentação, ressaltando em quais operações está sendo adotada a AP e como estão sendo aplicada.
Outro exemplo de uso da Agricultura de Precisão, envolvendo técnicas de SIG – Sistemas de Informações Geográficas, foi apresentado pelo pesquisador Hevandro Colonhese Delalibera do IAPAR. O trabalho mostra como estas técnicas podem ser utilizadas para gerar informações essenciais para adoção da Agricultura de Precisão, como o mapeamento do .

APLICADOR DE CALCÁRIO
Outro exemplo prático de AP, em que foi apresentado um vídeo de dois aplicadores de calcário, ambos equipados com dosadores à taxa variável, com o mesmo mapa de aplicação para utilização em Agricultura de Precisão.
A única diferença entre as duas máquinas, é o tipo de aplicador.
Comparem a aplicação entre os dois.

Recomendações de Leitura

E para finalizar, disponibilizo alguns links de trabalhos como recomendação de leitura sobre Agricultura de Precisão.

Espero que este artigo e a apresentação, que está disponível também no Prezi.com tenham lhe ajudado a saber um pouco mais sobre Agricultura de Precisão. A AP será o futuro da forma como produziremos alimentos, de forma economicamente viável e ambientalmente sustentável.
Se você gostou deste artigo, inscreva-se para receber novidades diretamente em seu email. Você também pode compartilhar com seus amigos e nos encontrar no Twitter, Google+ e Facebook para ficar sabendo das novidades do mecaniza.org

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *