Confira os 4 candidatos a Presidente da República que possuem propostas para Pesquisa e Inovação

urna eletrônica
Não sou muito adepto a falar abertamente sobre política e nem este é um site sobre isso. Tenho minha opinião e pronto. Mas, neste caso, como o assunto é de interesse para a C,T&I, acho importante divulgar esta notícia, pois o tema do mecaniza.org é Pesquisa e Inovação.

Confira nesta notícia divulgada pela Agência Brasil, quais são os quatro (são onze no total!) candidatos à Presidente da República que apresentaram propostas de incentivo à Pesquisa e Inovação.

Lembrando que são 11 candidatos à Presidência, portanto, o que os outros 7 farão a respeito? Pois bem, caro eleitor, pergunte à eles…

Todos os candidatos que apresentaram propostas reconhecem a importância do setor para a competitividade produtiva do país, e as promessas priorizam a revitalização do sistema existente em órgãos como o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação e a revisão de regulamentações sobre o setor.

Confira as propostas para Pesquisa e Inovação dos candidatos à Presidência

aecio_neves

Aécio Neves (PSDB)

Com o lema “A Força que o Brasil Precisa” veja as propostas para Pesquisa e Inovação do ex-governador de Minas Gerais

O candidato tucano promete apoio para que universidades públicas e instituições de pesquisa invistam mais na infraestrutura de pesquisa e defende o ensino da tecnologia associado à resolução de problemas sociais e a uma atitude empreendedora.

Aécio quer estruturar um Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia & Inovação e revitalizar o Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia, como órgão colegiado, com representação nacional.

Segundo ele, é preciso articular políticas de educação e ciência, tecnologia e inovação e criar um programa nacional para formação de pesquisadores.

A pesquisa brasileira precisa alcançar padrões internacionais para impulsionar a economia, diversificando as atividades e agregando valor – Aécio Neves

Ele garante que vai estabelecer um programa para internacionalização da ciência brasileira, envolvendo intercâmbio de pesquisadores e atração de cientistas internacionais, e criar uma estratégia para incentivar a pesquisa e a inovação nas empresas públicas e privadas.

Outras promessas do candidato são apoiar incubadoras de empresas em articulação com as universidades, estimular a pesquisas de extensão voltadas para a agricultura familiar e apoiar a Embrapa na pesquisa em agroecologia.
Dilma Rousseff

Dilma Rousseff (PT)

Veja o que a candidata à reeleição, com a campanha “Mais Mudanças, Mais Futuro” diz sobre o assunto em sua proposta

A candidata do Partido dos Trabalhadores defende a inovação como uma das ferramentas para aumentar a competitividade produtiva do país.

Promete implantar plataformas do conhecimento como uma das estratégias para acelerar a geração de inovação a partir da interação entre cientistas, instituições de pesquisa e empresas.

Isso permitirá – a implantação das plataformas do conhecimento – acelerar a produção de conhecimento e sua transformação em produtos e processos inovadores “fundamental para o crescimento de competitividade de nossa economia” – Dilma Rousseff

Dilma também se compromete a adotar políticas industrial, científica, tecnológica e agrícola para reduzir os custos de investimento e produção, a partir dos estímulos a inovação que reduzam custos logísticos e melhorem o ambiente de negócios do país.
Eymael

Eymael (PSDC)

“O Brasil que Queremos. E Podemos!” é o tema da campanha do candidato do PSDC que apresentou breve proposta para a C,T&I

O candidato defende um plano nacional de apoio à pesquisa

…tanto em seu aspecto de investigação pura, como no campo da pesquisa aplicada. – Eymael

Marina Silva

Marina Silva (PSB)

A candidata que substituiu Eduardo Campos tem propostas para Pesquisa e Inovação com a campanha “Não Vamos Desistir do Brasil”, confira

Ela garante que vai ampliar os investimentos públicos e estimular os investimentos de empresas em pesquisa e desenvolvimento.

O investimento total deve representar cerca de 2% do Produto Interno Bruto (PIB), se aproximando do padrão dos países líderes mundiais – Marina Silva

A ex-senadora também afirma que vai aumentar o orçamento do CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e fazer com que o Fundo Setorial do Petróleo volte a ser alocado no Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) e não seja contingenciado.

Marina quer recuperar programas do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e de agências de apoio à pesquisa básica, aperfeiçoar o Programa Ciência sem Fronteiras e criar um programa de atração de talentos com foco nos pesquisadores mais jovens.

O rol de promessas da candidata também inclui o estímulo para que estados e municípios invistam em inovação e para a criação de parques científicos e tecnológicos que atraiam investimentos privados nacionais e internacionais.

Outra medida apresentada é a revisão da Lei de Inovação para dar segurança jurídica e solucionar contradições legais existentes no texto.

E os outros candidatos?

Abaixo a lista dos outros candidatos a Presidente, que infelizmente não apresentaram propostas específicas para Pesquisa e Inovação

    Eduardo Jorge (PV)
    Levy Fidelix (PRTB)
    Luciana Genro (PSOL)
    Mauro Iasi (PCB)
    Pastor Everaldo (PSC)
    Rui Pimenta (PCO)
    Zé Maria (PSTU)

Texto elaborado com base na reportagem de Carolina Gonçalves e edição de Lílian Beraldo, publicado inicialmente pela EBC Agência Brasil: “Confira as propostas dos candidatos à Presidência para ciência e tecnologia”.

Gostou? Comente e divulgue esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *